O vigilante que atirou em um idoso numa agência bancária em São Miguel Paulista, Zona Leste de São Paulo, disse à Polícia Civil que deu um tiro de alerta antes de disparar na direção da vítima.

Daniel Pedroso de Moraes, de 74 anos, foi baleado na barriga após discutir com os seguranças por ter dificuldade em entrar no Bradesco da Rua José Otoni, na manhã de segunda-feira (13). No início da tarde desta terça (14) ele seguia internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva do (UTI) do Hospital das Clínicas (HC).

Depoimento do segurança que atirou no idoso na agência bancária — Foto: TV Globo/Reprodução

Depoimento do segurança que atirou no idoso na agência bancária — Foto: TV Globo/Reprodução

O segurança Wellington de Oliveira Sena foi preso em flagrante. O caso foi registrado no 22º Distrito Policial (DP), em São Miguel Paulista.

Em depoimento, o segurança afirmou que a “orientação em caso de desentendimento com cliente é acionar os funcionários do banco”, mas que o idoso entrou e já foi em sua direção o empurrando.

O vigia disse que pegou a arma para a vítima não tentar nenhuma loucura e que atirou a primeira vez para não acertar. E que, mesmo assim, o idoso veio para cima. Sena acrescentou que “mirou na perna e atirou mais uma vez, mas acabou atingindo o idoso na barriga”.

O crime foi registrado por câmeras do circuito interno do banco. Em nota, o Bradesco disse que “lamenta profundamente o fato ocorrido envolvendo um vigilante de empresa contratada e o cliente do banco em sua agência”. “O banco esclarece que está prestando toda a assistência necessária à vítima e seus familiares”, acrescenta a nota.

Fonte e foto: g1