Em uma entrevista coletiva de Donald Trump nesta segunda-feira foi bastante agitada, e teve um ponto alto de tensão quando Trump respondeu de forma enérgica a um jornalista da rede CNN, Jim Acosta, a quem chamou de “inimigo do povo” por, segundo ele, reportar notícias falsas.

A discussão começou depois de uma pergunta sobre a caravana de migrantes latino-americanos que se aproximava dos EUA, quando Acosta perguntou Trump se ele achava que tinha “demonizado” os migrantes.

“Acho que você deveria me deixar comandar o país, e administrar a CNN e, se você fizer isso bem, sua audiência seria muito melhor”, disse o republicano.

Depois que Acosta tentou emendar uma pergunta sobre a investigação de suposto conluio com a Rússia para influenciar a eleição de 2016, Trump se irritou: “Isso é o suficiente. É o bastante. É o bastante. Com licença, isso é o suficiente”, disse e observou que “não estava preocupado com nada” porque a investigação era “uma farsa”. “Já basta. Largue o microfone”, disse em seguida.

Enquanto o repórter continuava a perguntar, Trump ficou mais agitado e se afastou do pódio em que falava. Acosta se sentou.

Trump então disse: “Eu vou te dizer: a CNN deveria ter vergonha de ter você trabalhando para eles. Você é uma pessoa grosseira e terrível. Você não deveria estar trabalhando para a CNN. A maneira como você trata Sarah Huckabee é horrível e a maneira como você trata as outras pessoas é horrível. Você não deve tratar as pessoas desse jeito. “

Fonte e foto: G1