O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que está considerando apresentar uma legislação de imigração que para proporcione uma rota para o status legal, segundo reporta a imprensa nesta segunda-feira (28).

Segundo o jornal “New York Times”, Trump fez a afirmação em uma reunião privada com âncoras de TV na Casa Branca. O jornal destaca que o projeto seria “uma gande mudança” na política migratória.

De acordo com a rede CNN, que ouviu uma autoridade da Casa Branca, o projeto não daria a cidadania a imigrantes ilegais imediatamente, mas sim um status legal que permite que imigrantes ilegais tenham um emprego e que exija deles o pagamento de impostos. O projeto pode afetar milhões de imigrantes ilegais que não tenham cometido crimes graves.

“O momento é certo para uma lei de imigração desde que haja compromisso dos dois lados”, disse Trump a jornalistas, ainda segundo o “New York Times”.

Uma fonte da Casa Branca confirmou à Agência Efe que, durante o encontro, o presidente avaliou que democratas e republicanos têm que “suavizar posturas” se quiserem que a reforma migratória avance.

A intenção de Trump é considerada uma ruptura em relação à ordem executiva que o presidente emitiu no dia 27 de janeiro para temporariamente proibir a entrada de pessoas de sete países de maioria muçulmana nos EUA. A ordem foi bloqueada por um tribunal de apelações.

A CNN disse que o presidente acredita que esse projeto de imigração tem uma chance de desobstruir o Congresso. O canal ainda afirmou que Trump pode se referir à ideia da legislação no discurso que fará na noite desta terça-feira no Capitólio.

As declarações de Trump sobre a reforma migratória mostram uma grande mudança em relação ao discurso que marcou sua campanha eleitoral. Antes e até depois de eleito, o presidente reiterou em várias oportunidades o desejo de acelerar a deportação de imigrantes ilegais, denunciando que muitos deles são criminosos.

Fonte e foto: G1