O presidente Michel Temer disse em entrevista à agência de notícias EFE, da Espanha, que espera “eleições livres” e uma “solução pacífica” para a crise política, econômica e social na Venezuela.

Segundo a agência, Temer afirmou que, sem eleições, a Venezuela perderá as “condições de convivência” no Mercosul. Temer declarou que o governo brasileiro “espera” uma próxima reunião do Mercosul “para decidir” o que será feito pelos outros membros em relação à Venezuela no bloco.

A crise no país vizinho, que já se arrasta por meses, se intensificou nos últimos dias, quando foram registradas mortes em manifestações organizadas pela oposição contra o governo do presidente Nicolás Maduro. Os opositores exigem eleições gerais, mas o gverno ainda não marco uma data.

Além disso, com a grave crise econômica, os venezuelanos têm sofrido com desabastecimento de produtos básicos, como alimentos e remédio. Em busca de melhores condições de vida, milhares de venezuelanos têm deixado o país e emigrado para os vizinhos Colômbia e Brasil.

Na entrevista à EFE, Temer disse que há uma “avalanche de venezuelanos que estão entrando no Brasil por meio de Roraima”, onde afirmou que há “milhares” de cidadãos do país vizinho.

Na segunda-feira (24), Temer receberá em Brasília o premiê espanhol, Mariano Rajoy. O tema Venezuela deve ser um dos pontos a ser discutidos no encontro pelos dois líderes.

Fonte e Foto : G1