No amanhecer de hoje (23), a Polícia Militar Ambiental autuou pescadores e recolheu redes de pesca durante Policiamento Náutico realizado no Dourado e no Rio Tietê entre os municípios de Lins-SP e Sabino-SP.

Durante o policiamento que iniciou-se por volta das 2 da manhã, policiais ambientais localizaram e apreenderam na divisa dos municípios, 3500 metros de redes em situação de irregularidade, todas estavam em desacordo com a legislação ambiental, sem a placa de identificação obrigatória.

Sobre a ponte do Rio Dourado que liga os dois municípios, local proibido para qualquer tipo de pesca, os policiais flagraram 10 (dez) pessoas pescando no local com o uso de molinete, todos receberam auto de infração ambiental de advertência por pescar em local proibido, os molinetes foram apreendidos.

Foram fiscalizadas ainda durante o policiamento que terminou no inicio da manhã, 25 embarcações, mas nada de irregular foi constatado durante a fiscalização.

Todos os autuados serão notificados posteriormente pela Polícia Civil e deverão dentro de inquérito policial, comparecerem na Delegacia para prestarem esclarecimentos sobre o ocorrido, a pesca proibida é considerada crime ambiental com base no Artigo 34 da lei 9605/98, lei dos crimes ambientais, cuja pena é de detenção de um ano a três anos.

A imagem pode conter: céu, montanha, atividades ao ar livre, água e natureza

Fonte e foto: g1