A jovem de 17 anos que teve queimaduras graves noacidente com um avião de pequeno porte em Bragança Paulista (SP) há um mês morreu na madrugada desta quarta-feira (25). O estado de saúde dela era grave, estava com 80% do seu corpo queimado.

A informação foi confirmada pelo Hospital Irmãos Penteado, em Campinas (SP), onde ela estava internada. A unidade é referência no tratamento de queimados. A família é de Hortolândia (SP), mas o sepultamento ocorrerá em Campinas, no Cemitério Flamboyant, às 16h30 desta quarta.

Relembro o acidente

A vítima Karoline Keroly da Silva Romero estava com o piloto, de 38 anos, na aeronave se enroscou em um cabo ligado a um sistema de alta tensão e caiu na região do bairro Bocaina, área rural de Bragança. O piloto conseguiu tirar a jovem e os dois foram socorridos. Minutos depois do acidente, o avião pegou fogo.

Karoline também teve fraturas. O piloto teve ferimentos, mas teve altas dias após o ocorrido. O G1 chegou a conversar com o pai de Karoline, que questionou a postura do piloto.

“Quem socorreu minha filha foi um produtor rural. […] Ela está em coma induzido, com 80% do corpo queimado, sem previsão de nada. É muito crítico. Só Deus mesmo”, disse o pai Silvio Cesar Romero.

Na época, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo informou que o caso foi registrado como lesão corporal culposa pela Delegacia Seccional de Bragança Paulista e encaminhado ao 1º DP, que instaurou inquérito policial para apurar as causas do acidente.

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes (Cenipa) também investiga as causas do acidente.

Fonte e foto: G1