“Quando eu cheguei na escola, pedi licença para entrar na sala de aula, aí meus colegas começaram a me zoar, falaram que parecia que eu tinha levado um choque”. O desabafo é da estudante Izabella Fernandes, de 8 anos, que teve o cabelo cortado e alisado pela namorada do pai. O caso ganhou repercussão após a mãe dela fazer uma postagem nas redes sociais.

“Ela foi pra casa do pai dela, com os cabelos lavados e penteados pra que ninguém tivesse o trabalho de encostar no cabelo dela pra pentear. Pois bem, ontem eu recebo um telefonema do pai me comunicando que a mulher dele cortou os cabelos da Bella sem a minha permissão e que foi só as pontinhas. Oi? Pontinhas? Ela cortou o cabelo dela mais da metade e alisou e quando ela molhar o cabelo vai encolher mais ainda. Ainda tive que escutar: ‘cabelo cresce’”, desabafou a mãe.

A postagem da mãe trazia fotos de antes e depois do procedimento, mostrando a diferença entre a atitude da menina quando possuía cachos e a tristeza após os mesmos terem sido alisados. A mensagem de Fernanda viralizou nas redes sociais e teve mais de 325 mil curtidas e 101 mil compartilhamentos.

Já se recompondo do episódio, Izabella conversou com o G1 nesta terça-feira (3) e se mostrou tranquila. “Quando cheguei na escola os meus colegas me zoaram e eu peguei minhas coisas e sentei na frente, porque é sempre assim mesmo, quando eu chego com cabelo diferente na escola todo mundo começa a me zoar. Mesmo antes, isso acontecia e eu falava para parar com aquilo, porque eu sei que não sou feia”, conta Izabella.

A pequena recebeu apoio inclusive de famosos, como a cantora Karol Conka, a apresentadora Astrid Fontenelle e a atriz Érika Januza, que escreveu: “Seu cabelo lindo vai crescer, crescer mais forte que antes e você também vai ser ainda mais forte! Já ouviu falar da historinha que tem que podar a árvore pra ela crescer ainda mais forte e bonita? Então. Espere só! Cuide dele, seja dedicada e acredite! Você é linda de todas as maneiras”.

Na segunda-feira, dia seguinte após o corte, Fernanda não deixou que a filha entrasse nas redes sociais, pois a menina ainda se mostrava muito abalada. “No outro dia percebi que a autoestima dela estava baixa, ela não queria ir para a escola, mas continuei trabalhando a autoestima dela, falando que ela é linda, que pode usar o cabelo do jeito que quiser. No momento, pra mim, o mais importante é ela se sentir à vontade”, explicou.

A avó materna, Eliane Carvalho, foi a grande aliada para convencer a garota à ir para a escola. “Conversei com ela, falei que o cabelo dela vai crescer, mas vai demorar. Ela chorava e eu disse para ela ter calma, que quando ela chegasse na escola os colegas poderiam estranhar, mas depois passa”, disse.

Desde os quatro anos, Izabella posa para as lentes da mãe, que administra um perfil nas redes sociais com 164 mil seguidores onde a garota é descrita como “Pretinha do Poder”. Segundo a mãe, a questão do empoderamento pelo cabelo cacheado surgiu espontaneamente por meio das reações que recebiam a cada foto da garota.

Refeita do impacto da mudança, a menina diz que não quer que briguem com o pai dela e deseja os cachos de volta. Fernanda já decidiu deixar o episódio para trás e não pretende tomar novas providências. “Ele sempre foi um bom pai, gosta muito dela e ela gosta muito dele. Ele já havia sugerido desde antes procurarmos um psicólogo, porque nos separamos há cinco meses e seria importante para ela lidar com isso. Agora falou novamente, pediu desculpas, está arrependido por não ter impedido a situação. Não quero briga, só não quero que aconteça novamente”. O G1tentou falar com o pai da menina, mas nossas ligações não foram atendidas.

Já o outro desejo de Izabella de retomar os cachos também está encaminhado. A mãe conta que um cabeleireiro se solidarizou com a situação e ofereceu apoio para a menina. “Ele a viu na igreja no domingo e depois viu minha postagem. Ele falou para irmos no salão dele, acertar o corte e fazer uma hidratação. Vamos marcar”, explica.

Diante da possibilidade de reaver a cabeleira poderosa, Izabella já se alegra e faz novas caras e bocas diante do celular. O sorriso fica ainda maior a cada notificação recebida. “Eu gosto muito quando os meus fãs me dão muitos corações [likes]. Eu e minha mãe ficamos muito felizes e quando comentam é melhor ainda”, confessa.

Fonte e foto: G1