Um jovem de 19 anos está processando um hospital da cidade de Dearborn, em Michigan, depois de ter sido agredida a socos na recepção do local. Segundo seu advogado, a violência aconteceu porque ela é muçulmana.

A mulher, que não teve seu nome divulgado, procurou o setor de emergência do Beaumont Hospital em 10 de fevereiro depois de escorregar na neve e se ferir levemente. Ela conversava com a atendente quando um homem veio repentinamente em sua direção e passou a desferir socos em sua cabeça.

Funcionários imediatamente socorreram a jovem e contiveram o homem. As imagens foram gravadas pelas câmeras de segurança do hospital (veja o vídeo acima).

Majed Moughni, advogado da vítima, diz que ela decidiu processar o local porque o agressor era um paciente que tinha recebido alta horas antes e que, segundo testemunhas, estava perturbando outras pessoas.

Ele alega que o centro médico deveria se responsabilizar pela segurança dos pacientes e deveria ter providenciado a retirada do homem após as primeiras reclamações, antes que ele tivesse tido a chance de agredir sua cliente.

Segundo a polícia de Dearborn, o agressor foi identificado como John Salvatore Deliz, de 57 anos. Ele e a vítima não se conheciam.

Fonte e foto: G1