O “Bola Bacana – 2017” realizará um torneio com equipes formada pelos alunos, que representarão seleções participantes da Copa do Mundo na Rússia, no Estádio Gilberto Siqueira Lopes, campo do Linense. O campeonato contará com as crianças do núcleo da EE Profa. Decia Lourdes Machado dos Santos e do Centro Social Urbano (CSU), em Lins.

 

A modalidade escolhida é baseada na metodologia do Futebol 3 Tempos. No método é proposta a divisão de três etapas: a roda de debate no início da atividade, o jogo e a roda de discussão ao final. Na primeira fase, são estabelecidas as regras do jogo pelos próprios alunos. A segunda é o momento em que a bola rola, sem a presença de um juiz, ficando o professor como mediador durante toda a partida. Já na última etapa, os alunos debatem e mostram suas opiniões sobre os acontecimentos na atividade.

 

Para Camilla Mattos, educadora do “Bola Bacana”, a atividade serve como incentivo à procura de conhecimentos gerais de mundo. “O maior objetivo é dar oportunidades para o desenvolvimento educacional e esportivo, estimulando os alunos a pesquisarem sobre a Copa do Mundo, a geografia dos países participantes e, esportivamente, a prática do esporte”, fomenta.

 

A educadora ressalta também a importância de torcer pela Seleção Brasileira em um período difícil vivido pelo país. “A atividade faz com que nossos jovens voltem a torcer pelo país, aquele espírito patriota, que vem sendo cada vez mais difícil possuí-lo diante do momento complicado que estamos vivenciando. Por isso, é a grande oportunidade de resgatar o amor pelo Brasil”, destaca.

O Projeto

O “Bola Bacana” é iniciativa da Associação de Arte, Cultura e Esporte (AACE) patrocinada por meio da renúncia fiscal do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) da Usina Lins, prevista pela Lei Paulista de Incentivo ao Esporte da SELJ (Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude). O projeto também conta com o apoio da Prefeitura de Lins e SEMEL.

Fonte e foto: Martinez Comunicação