Nesta sexta-feira (7) um homem, de 33 anos, se dirigiu até a CPJ (Central de Polícia Judiciária) alegando ser vítima de ameaças e que, nas redes sociais, está sendo acusado por maus tratos contra o seu cachorro.

Diante disso, os policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG), sob o comando do delegado João Pandolfi, foram até a residência do indivíduo, a fim de verificar a real situação do animal.

Segundo informações do delegado, ao chegar no local, os maus tratos foram confirmados, pois o cachorro da raça Pit Bull, que tem aproximadamente 4 anos, foi encontrado com infestação de carrapatos, bem abaixo do peso normal e mal conseguia ficar de pé. Com isso, o homem passou de possível “vítima” a investigado por maus tratos, sendo conduzido à delegacia.

Ainda de acordo a polícia, no momento em que o boletim de ocorrência estava sendo registrado, os policiais militares ambientais (Cb. Ricardo e Sd. Rogério) compareceram na CPJ, informando que haviam recebido denúncia anônima sobre o mesmo caso. Em razão disso, autuaram o homem aplicando multa no valor de R$ 3 mil.

Por fim, a autoridade policial informou que o animal foi encaminhado pela equipe da ONG (Organização Não Governamental) Refúgio Pet para a clínica veterinária “Espaço Vet”, localizada na rua Pedro de Toledo. Após o tratamento, o cão será levado para um lar temporário a espera de adoção.

A equipe que trabalhou na ocorrência, foi composta pelos policiais: Diogo, Thiago e Perin, coordenados pelo delegado da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), Dr. João Luís Lopes Pandolfi.

FOnte e foto: FOlha da Noroeste

Homem é flagrado e autuado por maus tratos a cão em Lins-SPNesta sexta-feira (7) um homem, de 33 anos, se dirigiu até a CPJ (Central de Polícia Judiciária) alegando ser vítima de ameaças e que, nas redes sociais, está sendo acusado por maus tratos contra o seu cachorro.Diante disso, os policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG), sob o comando do delegado João Pandolfi, foram até a residência do indivíduo, a fim de verificar a real situação do animal.Segundo informações do delegado, ao chegar no local, os maus tratos foram confirmados, pois o cachorro da raça Pit Bull, que tem aproximadamente 4 anos, foi encontrado com infestação de carrapatos, bem abaixo do peso normal e mal conseguia ficar de pé. Com isso, o homem passou de possível “vítima” a investigado por maus tratos, sendo conduzido à delegacia.Ainda de acordo a polícia, no momento em que o boletim de ocorrência estava sendo registrado, os policiais militares ambientais (Cb. Ricardo e Sd. Rogério) compareceram na CPJ, informando que haviam recebido denúncia anônima sobre o mesmo caso. Em razão disso, autuaram o homem aplicando multa no valor de R$ 3 mil.Por fim, a autoridade policial informou que o animal foi encaminhado pela equipe da ONG (Organização Não Governamental) Refúgio Pet para a clínica veterinária “Espaço Vet”, localizada na rua Pedro de Toledo. Após o tratamento, o cão será levado para um lar temporário a espera de adoção.A equipe que trabalhou na ocorrência, foi composta pelos policiais: Diogo, Thiago e Perin, coordenados pelo delegado da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), Dr. João Luís Lopes Pandolfi.

Publicado por Folha da Noroeste em Sexta, 7 de dezembro de 2018