Um grupo de cinco mulheres atacou e roubou uma pedestre em uma rua de Higienópolis, bairro nobre da região central de São Paulo, na noite da última terça-feira (12). Câmeras de um imóvel flagraram a ação do bando.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o caso ocorreu por volta das 22h15, na Rua Doutor Brasílio Machado, próximo à esquina com a Rua Baronesa de Itu. Nenhuma das assaltantes foi detida.

As imagens do circuito de segurança mostram as jovens caminhando juntas pela calçada. Em dado momento, duas delas se colocam mais à frente das demais, como que já tivessem escolhido o alvo do ataque.

Elas cruzam com uma primeira pessoa, mas não fazem nada. A vítima de fato, também do sexo feminino, está logo atrás. A mulher parece mexer no celular e é surpreendida pela investida de uma das assaltantes, que tira o aparelho de suas mãos.

A responsável pelo “bote” parte em disparada e a vítima até ameaça correr atrás, porém se desequilibra, cai, e é contida pelas outras criminosas. A partir daí, uma luta corporal tem início.

Não é possível ver se o bando tenta tomar outros pertences da mulher, mas três das assaltantes avançam sobre ela. Uma delas desfere vários socos no rosto da vítima enquanto a segura pelo cabelo. As agressões só cessam com a aproximação de um homem.

 A testemunha caminha vagarosa em direção à confusão, e as criminosas fogem. A vítima não desiste da reação, se reestabelece e sai atrás, sumindo da imagem. Um segundo homem ainda aparece e se junta à perseguição, que, segundo a polícia, acabou sem sucesso.

“Eram cinco meninas jovens. Não deviam ter mais de 20 anos. De certa forma bem vestidas, não aparentavam ser criminosas. Com certeza passavam despercebidas”, conta o empresário Daniel Ambrozio, que é morador da região e viu o crime da janela de casa.

Nenhuma das assaltantes foi detida. O caso, conforme informou a PM, foi encaminhado ao 77º Distrito Policial, da Santa Cecília. O delegado da região afirmou, no entanto, que a vítima não registrou a ocorrência.

Integrante da gangue deu 'bote' e pegou celular de pedestre em Higienópolis (Foto: Reprodução)

Fonte e foto: G1