A viagem de um jovem intercambista brasileiro à Colômbia se transformou em um drama para familiares e amigos. Depois de duas semanas no país, Lucas Assumpção, estudante de 27 anos de Tupã (SP), teve um acidente vascular cerebral e precisou ser internado na UTI de um hospital particular de Bogotá.

A família, agora, faz uma campanha para tentar trazer Lucas de volta ao Brasil e pagar a dívida acumulada com a internação do jovem, estimada em mais de R$ 15 mil.

Lucas sofreu o AVC na manhã da última quinta-feira (10), e está internado desde então. A Colômbia não possui um sistema público de saúde, como no Brasil, e a conta da internação do estudante aumenta em cerca de R$ 3 mil por dia.

De acordo com a família, o intercambista, que frequenta o curso de Geografia da Universidade de São Paulo (USP), contratou um seguro de viagem, mas o plano é básico e não cobre procedimento médicos mais complexos.

A irmã do jovem, a advogada Nayara Assumpção, ficou sabendo da situação de Lucas por uma amiga colombiana do rapaz, que ligou para a família. Desde então, os parentes encontram dificuldade em saber atualizações do estado de saúde de Lucas.

Esse impasse fez com que a família entrasse em contato com a Embaixada Brasileira na Colômbia para tentar auxiliar no retorno de Lucas para o Brasil em algum avião com suporte médico de tratamento intensivo. Contudo, até o momento, o governo tem ajudado apenas no contato com o hospital.

A alternativa encontrada foi criar uma campanha para arrecadar dinheiro. Os amigos do estudante também estão pedindo doações pelas ruas da cidade, e o apelo está até em um cartaz na frente da casa da família.

Com a quantia arrecadada até o momento, foi possível pagar uma passagem de avião para o irmão de Lucas viajar para Bogotá, com o objetivo de acompanhar de perto o estado de saúde do estudante.

Por meio de nota, o Itamaraty alega que a embaixada está acompanhando o caso, mas que não está autorizada a divulgar mais detalhes.

Também consultada, a USP disse que está ajudando com todas as informações e trâmites institucionais, e que Lucas está consciente e seu quadro de saúde é estável.

Fonte e foto: G1