Um homem de 62 anos foi preso em Madri por viver com o cadáver de sua mãe por quase um ano para continuar recebendo sua aposentadoria, informou a polícia nesta quinta-feira (13).

Agentes da polícia encontraram na quarta-feira o corpo da mulher em “avançado estado de decomposição” em um quarto de um apartamento em Madri, depois que os vizinhos denunciaram “um forte odor”, informou à AFP um porta-voz da polícia.

Seu filho foi preso por fraude, por não ter notificado a morte de sua mãe, que tinha 92 anos, e por ter continuado a receber sua aposentadoria.

“O filho não fez o que deveria ter feito”, afirmou o porta-voz, acrescentando que o homem continuou a viver com o corpo por “vários meses”.

Fonte e foto? G1